Rede de corredores ecológicos da Serra de São Mamede

Publicado em 11-12-2013

 

Objectivos:

Pretende-se implementar uma Rede de Corredores Ecológicos na região de São Mamede, estruturada por duas unidades de paisagem protegida, designadamente:

- Espaços Naturais e Culturais da vila de Alegrete, correspondendo a parte da Área de intervenção incluída no Plano de Acção para a vila de Alegrete;

- Ermida de São Mamede e espaço envolvente.

Os principais objectivos a alcançar com a implementação deste projecto, assentam na preservação e manutenção, dos recursos naturais e culturais do território em referência, bem como na formação e sensibilização do público-alvo para esta temática. A salvaguarda da componente biofísica, será desenvolvida segundo uma estratégia de sustentabilidade dos valores intrínsecos de São Mamede, cuja gestão dos espaços que constituirão a rede de corredores ecológicos, fundamentar-se-á em princípios de integração, gerando-se assim uma paisagem global, onde a biodiversidade assumirá um papel preponderante na dinâmica dos ecossistemas presentes nos locais a intervencionar.

Preservar e qualificar, utilizar e gerir, de forma sustentável, as sinergias existentes nos valores endógenos de São Mamede, serão os focos temáticos do projecto proposto.

 

Descrição das acções/componentes:

Propõe-se a inclusão de dois pólos distintos e a criação de corredores de protecção e de ligação das muitas associações e das suas valências, sejam elas florísticas, faunísticas ou paisagísticas. Nesta perspectiva, propõe-se as seguintes zonas de intervenção:

- Espaços Naturais e Culturais da vila de Alegrete, correspondendo a parte da Área de intervenção incluída no Plano de Acção para a vila de Alegrete – Nesta zona de estudo, serão levadas a cabo as acções de Recuperação e Valorização do Castelo e Castelejo de Alegrete – pretende-se criar neste local um pólo de formação, conhecimento e observação, no âmbito da astronomia e da ornitologia, através da utilização das torres do castelo e de meios complementares (monóculos, binóculos, telescópios, entre outros instrumentos auxiliares). Nesta acção, será também incluído um conjunto de intervenções, destacando-se a instalação de um pequeno posto de turismo, de carácter efémero, de forma a aproveitar-se este espaço como local de reflexão histórica e espiritual, a implementação de sinaléticas informativas direccionadas para a vertente ambiental e cultural, a introdução de equipamentos destinados a fins formativos.

- Ermida de São Mamede e espaço envolvente – Neste local, prevê-se recuperar a Ermida de São Mamede, de forma a criar-se um pequeno centro de acolhimento para o funcionamento de um laboratório natural, de conhecimento e experimentação, cujo objectivo é a análise dos habitats existentes em São Mamede, as espécies que coexistem e as suas sinergias, os endemismos e as associações raras que se encontram na paisagem protegida que integra o objecto de estudo.

- Conjunto de corredores de ligação, com traçado a definir, que assegurará a articulação interna da rede, entre os sus diversos locais de interesse e salvaguarda.

Tipologia do Projecto:

Infra-estrutura                      X              Animação 

Equipamento (construção)       X            Promoção / Marketing     X

Equipamento (técnico)                     Soluções de gestão 

Conteúdos / Software                       Estudos e Formação       X

Outra

Resultado a atingir:

Conjunto de património histórico / arquitectónico recuperado: 2

Aumento do número de visitantes induzido pelo projecto: 40 %

Extensão da rede de percursos: a definir

Entidades intervenientes e respectivo papel

Promotor: Município de Portalegre

Entidades Executoras/Parceiros do Projecto: Município de Portalegre / ICNB - PNSSM / Fundação Robinson / Associação Ornitófila do Reguengo

Destinatários – alvo: População local e visitantes do Norte Alentejano

Horizonte do Projecto:

a) Início: 17/10/2007 (auto consignação)                        b) Fim: 31/12/2010 (conclusão financeira)

Investimento total previsto: 900.000,00€ + IVA

Principais componentes de despesa:

(De acordo com a natureza do projecto e a tipologia dos investimentos a realizar)

Construções e adaptações                       700.000,00 Euros + IVA

Equipamentos e materiais                       100.000,00 Euros + IVA

Estudos e/ou Projectos                             50.000,00 Euros + IVA

Marketing e Publicidade                            50.000,00 Euros + IVA

Fontes de Financiamento (previsão de uma taxa média de financiamento de 65%):

Financiamento _________  315.000 Euros + IVA– Comparticipação pública local

Financiamento _________ 585.000 Euros + IVA – Comparticipação comunitária

Fases de desenvolvimento do projecto e tempos de execução:

O projecto encontra-se em execução (componente da Reabilitação do Castelo de Alegrete), prevendo-se a sua conclusão até final do ano de 2010.

Outros projectos, acções ou investimentos relacionados:

(a) Projectos em curso ou em fase de lançamento

O projecto de “Recuperação e Valorização do Castelo e Castelejo” enquadra-se no Plano de Acção da Vila de Alegrete, que é constituído por um conjunto de acções integradas e cujo objectivo da sua concretização é o de viabilizar e reabilitar a dinâmica social, cultural e económica do local, mantendo a sua identidade, através de um quadro de medidas que sustentem a estratégia de desenvolvimento a curto, médio e longo prazo, no qual os diversos intervenientes públicos e privados reconheçam as suas potencialidades e oportunidades. Algumas das acções encontram-se já executadas, designadamente:

- Parqueamento Automóvel de Apoio Parque Infantil / Espaço de Recreio e Anexo;

- Requalificação Paisagística do Largo da Praça e do Largo da Igreja;

- Remodelação dos Espaços Exteriores da Área de Recreio e Lazer das Piscinas de Alegrete).

(b) Outros projectos perspectivados:

No âmbito do referido Plano de Acção, encontram-se ainda programadas as seguintes acções:

- Projecto de Sinalética Terciária;

- Espaço Lúdico Junto ao Castelo;

- Recuperação do Circuito Medieval (intra-muros);

- Criação de Rede de Corredores de Fruição na Encosta Sul do Castelo;

- Passagem das infra-estruturas Eléctricas para Galeria Técnica Subterrânea.

Sustentabilidade futura do projecto:

A implementação de uma Rede de Corredores Ecológicos da Serra de São Mamede, parte integrante de uma Área Protegida, permitirá conhecer as componentes naturais que a caracterizam e a tornam impar. A intervenção idealizada para esta zona, permitirá elaborar estudos multidimensionais, no âmbito da análise da amplitude ecológica das componentes faunísticas e florísticas existentes na Serra de São Mamede, proporcionando assim, o reconhecimento dos seus habitats, das espécies raras e dos endemismos que se encontram ao longo dos corredores ecológicos protegidos.

A recuperação/remodelação da Ermida de São Mamede, de forma a permitir a sua futura utilização como um Centro de Conhecimento/Interpretação e Experimentação, permitirá utilizar esta construção pré-existente, como um ponto de acolhimento de investigadores relacionados com a temática da Conservação da Biodiversidade nos ecossistemas protegidos (Área de intervenção integrada no Parque Natural da Serra de São Mamede). A gestão sustentável de todos os recursos endógenos desta paisagem protegida, será fundamental para a manutenção do equilíbrio dinâmico de todos os seus ecossistemas, enquanto território singular pelos seus valores culturais e naturais. Fomentar a acessibilidade e a atractividade da zona que se pretende requalificar, terá como resultado o aumento da sua vivência, não só pelos habitantes locais, como também por visitantes.

A sustentabilidade do projecto, será assegurada por um conjunto de actividades subsidiárias que surgirão em torno dos objectos de estudo, designadamente, as ligadas à área do turismo cultural e natural, da formação especializada no âmbito da conservação da natureza e da biodiversidade.

As despesas de manutenção dos espaços serão, pelo menos numa primeira fase, asseguradas pelo orçamento do Município de Portalegre.

Experiência de trabalhos anteriores na área de actuação prevista:

O Município de Portalegre tem desenvolvido / participado em inúmeros projectos nas áreas da recuperação e valorização do património e da qualificação ambiental, dos quais se destacam:

- Colégio e Igreja de S. Sebastião / Recuperação e Reabilitação para Centro de Congressos, Galeria de Exposições Temporárias e Posto de Turismo;

- Real Fábrica de Lanifícios – Recuperação e Reabilitação para Instalação dos Serviços Municipais e Municipalizados;

- Recuperação da Igreja de Santa Clara;

- Adaptação de Edifício a Museu dos Bonecos;

- Recuperação do Castelo e da Barbacã – Portalegre / POLIS;

- Requalificação paisagística dos espaços de estadia do PNSSM.

Eventos

Sem eventos

Destaque