Casas Turísticas do Arneiro

Publicado em 12-12-2013

 

Objectivos:

Criação de uma unidade de alojamento constituído por seis casas a recuperar, com tipologia T1 e uma com quatro quartos. Temo como objectivo aproveitar o fluxo de visitantes ao Geosítio do Conhal, e Portas de Ródão (monumento nacional classificado)

 

Descrição das acções/componentes:

O projecto visa a recuperação de um conjunto de casas localizada numa herdade junto do Rio Tejo ao Geosítio do Conhal e Portas de Ródão, para a criação de uma unidade de alojamento turístico de qualidade e as respectivas infra-estruturas de apoio.

 

Tipologia do Projecto:

Infra-estrutura             X                     Animação X

Equipamento (construção)  X               Promoção / Marketing X

Equipamento (técnico)     X                 Soluções de gestão X

Conteúdos / Software      X                 Estudos e Formação  X

Outra 

 

Resultado a atingir:

Valorizar o aglomerado urbano ribeirinho do Arneiro preservado as suas especificidades, usos e
costumes, ligados ao Rio Tejo criando alojamento turístico de qualidade e a criação de
emprego em zonas precárias, já que o mesmo prevê a criação de quatro postos de trabalho.

 

Entidades intervenientes e respectivo papel:

Promotor: Entidade Privada

Destinatários-alvo: Turistas e investigadores ligados ao Geosítio do Conhal, Portas de Ródão e publico em geral

 

Horizonte do Projecto:

a) Início:2009                                        b) Fim: 2011

 

Investimento total previsto: 700 000.00 (Euros)

 

Principais componentes de despesa:

(De acordo com a natureza do projecto e a tipologia dos investimentos a realizar)

Construções e adaptações 480 000.00 (Euros)

Equipamentos e materiais  150 000.00 (Euros)

Estudos e/ou Projectos  30 000.00(Euros)

Aquisições de Serviços/sub-contratos  30 000.00(Euros)

Marketing e Publicidade  10 000.00(Euros)

 

Fases de desenvolvimento do projecto e tempos de execução:

O projecto encontra-se em fase de aprovação pelo Turismo de Portugal e CM de Nisa. O incio das obras está previsto para o segundo semestre de 2009 e a sua conclusão para o inicio de 2011

 

Sustentabilidade futura do projecto:

A sustentabilidade do projecto tem por base as receitas e capitais próprios.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eventos

Sem eventos

Destaque