Ammaia, Promoção e Divulgação

Publicado em 18-12-2013

 

Objetivos do projeto:

A Fundação Cidade de Ammaia pretende implementar com este projecto, uma rede ligada ao património arqueológico e valorizar economicamente os vestígios da Ammaia.

O protagonismo que a cidade de Ammaia teve na época romana, permite estabelecer uma visão territorial que abarca grande parte do território do Norte Alentejano.

Considerando que, administrativamente a Ammaia tinha, na época um território comparável ao do actual distrito de Portalegre, ao qual se acresceria uma vasta área das actuais províncias de Cáceres e Badajoz, esta dimensão permite antever que os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos têm de estar em estreita articulação com o território onde esta se insere.

A dimensão e o número de vestígios arqueológicos existentes na região e que lhe estão relacionados, dos quais se destacam a área mineira do Conhal (Mina de ouro de época romana existente no Arneiro-Nisa), a villa romana de Torre de Palma em Monforte (possuidora de um notável conjunto de mosaicos), os vestígios romanos de Ferragial d’el Rei em Alter do Chão (trabalhos que se encontram curso), a Barragem romana do Muro em Campo Maior (imponente estrutura hidráulica de época romana), legitimam um papel de relevo para cidade da Ammaia.

A apresentação deste projecto pretende assim dinamizar o território, pondo ao serviço desse “território arqueológico e patrimonial” todas as valências que possui actualmente, bem como as que pretende estabelecer futuramente na Fundação. É nesse sentido que a Fundação e os seus parceiros institucionais, Município de Marvão e as Universidades de Évora e de Lisboa vêm desenvolvendo esforços com vista à internacionalização do projecto da AMMAIA. Para além disto, tem ainda parcerias com diversas universidades europeias das quais podemos destacar a Universidade de Gent (Bélgica), a Universidade de Ljubljana (Eslovénia), British School at Rome (Itália,Roma), a Universidade de Cassino (Itália), e outras entidades públicas e privadas, que em conjunto pretendem desenvolver aplicações de I&D que serão testadas e aplicadas na Ammaia, bem como, no território arqueológico envolvente.

Esta operação poderá garantir a alavancagem do conjunto de projectos complementares que integram a iniciativa InMOTION, constituindo-se como um pólo difusor e estruturante na construção de um produto turístico compósito – turismo arqueológico do Norte Alentejano.

 

Descrição das ações/componentes:

- Promoção e divulgação da cidade romana de Ammaia;

- Exposição dos materiais arqueológicos da Ammaia, existentes no MNA;

- Adequação da exposição permanente em resultado dos projectos científicos finalizados e em curso (Radio-Past, IMAGOS);

- Materiais de divulgação (Painéis, equipamento de visualização, catálogo, brochuras, etc…)

- Criação de circuito de visitação das ruinas da cidade (implementação de equipamentos explicativos e de visualização 3D);

- Construção de Passagem superior/inferior, sobre/sob a EN 359;

- Adaptação/reconstrução de espaço/edifício existente para implantação do Serviço educativo do museu da Ammaia;

- Criação de Circuitos Turísticos do Património Arqueológico do Norte Alentejano;

 

Tipologia do Projeto:

Infra-estrutura            x              Animação  x

Equipamento (construção) x        Promoção / Marketing  x

Equipamento (técnico)    x           Outra 

Conteúdos / Software x

 

Resultado a Atingir:

- reforçar o papel da Ammaia como referência para a arqueologia romana a nível nacional e internacional;

- aumentar a competitividade territorial através da diversificação e da qualificação da oferta turística;

- criar um pólo de articulação e de dinamização da arqueologia e dos agentes envolvidos.

- capacitar o território nas vertentes da investigação e da inovação no âmbito do património.

 

Entidades intervenientes e respetivo papel:

Promotor: Fundação Cidade de Ammaia

Entidades Executoras / Parceiros do Projeto: Fundação Cidade de Ammaia; Município de Marvão

 

Investimento total previsto: 700 000 euros

 

Principais componentes de despesa:

Construções e adaptações: 300 000 euros

Equipamentos e materiais: 140 000 euros

Estudos e/ou Projetos: 30 000 euros

Serviços: 150 000 euros

Comunicação e Divulgação: 80 000 euros

 

Execução do projeto: 100 %

 

Fontes de Financiamento:

Auto-Financiamento: 105 000 euros

Financiamento: 595 000 euros

 

Sustentabilidade do projeto:

A Fundação Cidade de Ammaia prevê que os custos de funcionamento serão suportados pelas receitas obtidas pela visitação (entradas, merchandising, etc…) por comparticipações dos parceiros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eventos

Sem eventos

Destaque