ALMOJANDA , HISTÓRIAS E SABORES DE AZEITE

Publicado em 09-12-2013

 

Objectivos:

Em 2008, a empresa Diterra – Comércio Agro-Industrial, Lda. decidiu iniciar um investimento destinado a modernizar e ampliar a actividade comercial desenvolvida desde finais de 2004: comércio por grosso de azeites 1, sob marca própria. 
Este empreendimento, de cerca de 92.000€, tem por finalidade licenciar uma unidade de embalamento de azeite, na Herdade de Almojanda, com o intuito de controlar/reduzir custos e permitir a certificação IGP (Azeites do Alentejo), assim como garantir a expansão da actividade.

 

Descrição das acções/componentes:

O desejo de expansão da actividade empresarial para outros mercados, com características e exigências próprias, levaram a empresa a delinear uma estratégia de posicionamento, com base no lançamento de novos produtos ou referências.

1.ª fase (2008): Alargar as referências de Azeite Virgem Extra ALMOJANDA

- Azeite Virem Extra ALMOJANDA 500ml garrafa preta: a qual permite uma melhor preservação das propriedades organolépticas do Azeite. Destinada á época do Natal e á região Norte.

- Azeite Virgem Extra ALMOJANDA 750ml garrafa branca/transparente: referência que vem colmatar uma capacidade que a empresa não tinha, destinado a maior consumo;

2.ª fase (2009): Lançar 2 novas marcas de Azeite destinadas ao mercados e consumidores diferenciados (marcas em fase de registo, pelo que a designação utilizada é "Standard" e "Premium").

- Azeite Virgem Extra “Standard”, destinado às grandes superfícies comerciais (como o grupo Auchan e Intermarché, com as quais a responsável comercial já estabeleceu vários contactos), com características organolépticas mais apagadas ou extintas comparativamente ao azeite ALMOJANDA e “Premium”, um packaging mais tradicional e um preço adequado ao tipo de produto e consumidor final: classe baixa a média, menos exigente quanto às características organolépticas.

- Azeite Virgem Extra “Premium”, de elevada qualidade, vocacionado principalmente à exportação para os países com maior poder de compra, nomeadamente ao mercado saudade – nicho de mercado muito valioso e ainda pouco explorado – e às empresas nacionais dedicadas aos cabazes de natal.

3.ª fase (2010): Lançamento de novas variedades de Azeite Virgem Extra ALMOJANDA.

- Azeite Virgem Extra Novo (o primeiro azeite da campanha) e monovarietal (Galega) ALMOJANDA: azeites dirigidos para nichos de mercado específicos, a consumidores finais informados e que procuram um produto com características específicas. Variedades a serem única e exclusivamente comercializadas nas lojas Gourmet do território nacional. O desenvolvimento deste produto surge após vários pedidos destes estabelecimentos, com o intuito de oferecerem aos seus clientes, um produto raro e limitado.

 

Tipologia do Projecto:

Infra-estrutura                    X           Animação 

Equipamento (construção)        X      Promoção / Marketing

Equipamento (técnico)            X       Soluções de gestão

Conteúdos / Software                    Estudos e Formação 

Outra

 

Resultado a atingir:

Acrescentar valor e qualidade ao produto final; 

- Maior controlo do processo produtivo;

- Atingir economias de escala e a respectiva redução de custos; 

- Aumentar a competitividade da empresa e fortalecer o seu posicionamento concorrencial;

- Cumprir os prazos de entrega;

- Permitir a expansão da actividade empresarial para outros mercados; 

- Dinamizar e valorizar o complexo arquitectónico da Herdade de Almojanda;

- Alcançar até 2013, um incremento de receitas de cerca de 270.000€; 

- Escoar cerca de 25% do produto final para o mercado internacional; 

- Ganhar notoriedade da marca ALMOJANDA a nível nacional e internacional;

 

Entidades intervenientes e respectivo papel:

Promotor: Diterra – Comércio Agro-Industrial, Lda.

Entidades Executoras/Parceiros do Projecto: As sócias-gerente a título particular (Maria Teresa Mendes e Rosália Mendes).

Destinatários-alvo: Clientes: grandes superfícies comerciais, lojas Gourmet, estabelecimentos especializados e canal HORECA. Mercado Nacional e Internacional (E.U.A., Canadá, Reino Unido, França, Bélgica, Brasil, China e Angola).

 

Horizonte do Projecto:

a) Início: 2008          b) Fim: 2009

 

Investimento total previsto: 92.355.Euros (sem IVA)

 

Principais componentes de despesa:

Construções e adaptações    56.607 (Euros)

Equipamentos e materiais     32.888 (Euros)

Estudos e/ou Projectos      2.860 (Euros)

 

Fontes de Financiamento:

Auto-financiamento: 9.505 (Euros) – Comparticipação privada

Financiamento: 27.850 (Euros) – Comparticipação comunitária

Empréstimo bancário: 55.000 (Euros)

 

Fases de desenvolvimento do projecto  e tempos de execução:

Em 2008: realização de 87% do valor do investimento estimado, nomeadamente obras e parte do equipamento básico, assim como início do processo de implementação do Sistema de Higiene e Segurança Alimentar (HACCP);

Em 2009: conclusão do projecto de investimento HACCP, aquisição do restante equipamento básico e de algumas ferramentas indispensáveis ao correcto funcionamento da actividade;

 

Outros projectos, acções ou investimentos relacionados:

(a) Projectos em curso ou em fase de lançamento

Em 2009, a empresa planeia iniciar um investimento vocacionado para ás áreas de comunicação e marketing, com o intuito de apoiar à correcta concretização dos objectivos fixados com o presente projecto de investimento.

(b) Outros projectos perspectivados

A adaptação de antigas instalações agrícolas, em unidades de Turismo no Espaço Rural (casas de campo), na Herdade de Almojanda, associada á possibilidade de realização de Provas de Azeite, constituirão um motor de alavanca comercial e de divulgação do Azeite ALMOJANDA.

 

Sustentabilidade futura do projecto:

A estrutura de investimento delineada pela entidade promotora permitirá aumentar significativamente a produtividade e rentabilidade da empresa, estimando-se, alcançar no ano de 2013, um incremento de receitas superior a 270.000€. 3  
A sustentabilidade financeira do projecto advém não só do enquadramento sectorial do mesmo assim como do carácter inovador desta iniciativa.

 

Experiência de trabalhos anteriores na área de actuação prevista:

As promotoras, Mª Teresa e Rosália Mendes, cresceram e viveram em contacto permanente com o mundo oleícola. Tradição familiar que as jovens empresárias decidiram seguir motivada pela paixão pelo este "ouro verde".   Pese embora a formação académica das socia-gerente estar relacionada com as letras e artes, foi no sector dos Azeites, que ambas decidiram prosseguir uma carreira profissional.  
A preocupação em fornecer sempre um produto de qualidade ao consumidor final leva a responsável de compras, Maria Teresa Mendes, a apostar em formações constantes: iniciação e aperfeiçoamento a provas de azeite, higiene e segurança alimentar, rastreabilidade de produtos alimentares, etc.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eventos

Sáb. Mar. 10, 2018 @08:15
Caminhada da Primavera

Destaque