Aldeia dos Artesãos no Burgo Medieval/Reabilitação dos Quartéis do séc. XVIII

Publicado em 11-12-2013

Objectivos:

- Qualificação e Valorização de um conjunto patrimonial localizado no burgo medieval de Castelo de Vide que apresenta características tipológicas singulares, criando uma unidade específica na cerca medieval e proporcionando a vitalidade de uma das artérias fundamental do tecido histórico urbano. Serão recuperados 13 espaços que outrora serviram de quartéis no século XVIII com vista à instalação de ateliês e oficinas para o desenvolvimento de actividades tradicionais.

- O projecto visa assim a criação de um pólo no interior do principal ponto turístico de Castelo de Vide que estimule a actividade criativa e económica em torno das referências culturais e naturais típicas da região.

- Responder cabalmente às solicitações de actores locais (artesãos, criativos e comerciantes) que se pretendem estabelecer no espaço em questão, ampliando, requalificando, divulgando e inovando os produtos de merchandaising ligados às imagens de marca da região.

 

Descrição das acções/componentes:

Recuperação arquitectónica das 13 unidades onde estiveram instalados os quartéis do séc. XVIII para a sua adaptação a oficinas/ateliers enquanto espaços criativos, expositivos e de comercialização de produtos tradicionais.

Adaptação de uma das unidades para instalação sanitária pública para apoio a todos os visitantes do Burgo Medieval.

Implementação de sinalética de informação turística no interior do burgo.

 

Tipologia do Projecto:

Infra-estrutura                            Animação X

Equipamento (construção) X          Promoção / Marketing X

Equipamento (técnico)                Soluções de gestão 

Conteúdos / Software                 Estudos e Formação 

Outra

 

Resultados a atingir:

- A recuperação e dinamização do património histórico de reconhecido interesse patrimonial e turístico.

- Estimulo ao desenvolvimento do sector empresarial, fomentando a qualificação e inovação ampliando a oferta dos produtos a comercializar.

- A revitalização e animação da zona medieval, consolidando o programa das intervenções em curso e preconizadas para o espaço em questão.

 

Entidades intervenientes e respectivo papel:

Promotor: Município de Castelo de Vide

Entidades Executoras/Parceiros do Projecto: comerciantes, artífices, artesãos locais. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Portalegre. Unidade. Entidade Regional de Turismo do Alentejo.

Destinatários-alvo: Sectores turístico e empresarial; população em geral

 

Horizonte do Projecto:

a) Início: 2007                    b) Fim: 2010

 

Investimento total previsto: 300 000 Euros

 

Principais componentes de despesa:

(De acordo com a natureza do projecto e a tipologia dos investimentos a realizar)

Construções e adaptações 163.000 (Euros)

Equipamentos e materiais  102.000 (Euros)

Estudos e/ou Projectos  10.000 (Euros)

Marketing e Publicidade  25.000 (Euros)

 

Fontes de Financiamento:

Financiamento 135.000  (Euros) – Comparticipação pública local

Financiamento 165.0000 (Euros) – Comparticipação comunitária

 

Fases de desenvolvimento do projecto  e tempos de execução:

Projecto de arquitectura existente desde 2006

Sanitários públicos de apoio em execução e reabilitação de uma das unidades desde Maio de 2008

Reforço da instalação eléctrica adjudicado à EDP

Levantamento e selecção dos parceiros interessados na gestão do espaço em curso

Reabilitação dos quartéis 1ª fase (2009) em fase de preparação do concurso público

Conclusão da obra prevista em Grandes Opções do Plano do Município para finais de 2010

 

Outros projectos, acções ou investimentos relacionados:

(a) Projectos em curso ou em fase de lançamento

- Revitalização e recuperação do Burgo Medieval

- Valorização e recuperação de muralhas do sistema fortificado

- Criação do Centro de Interpretação do Megalitismo do Norte Alentejano

- Criação do Núcleo Museológico de História e Arquitectura Militares

 

(b) Outros projectos perspectivados

- Criação da rede municipal de espaços museológicos

- Requalificação paisagística dos espaços envolventes ao Castelo e criação de bolsas de estacionamento

- Melhoria das acessibilidades dentro do tecido histórico urbano

 

Sustentabilidade futura do projecto:

O projecto insere.-se na estratégia global de desenvolvimento preconizado para o município pelo que complementa e consolida outros projectos em curso e perspectivados. Vai ao encontro da resolução uma das maiores lacunas diagnosticadas no presente, que é a inexistência de produtos artesanais, regionais, atractivos e comercializáveis, identificativos dos símbolos do território, consolidando imagens de marca “Judaísmo”, “Megalitismo” , “Semana Santa”, “Parque Natural de São Mamede”, etc. Pretende-se assim que os artesãos, artífices locais, artistas plásticos, desenvolvam nos seus ateliês trabalhos que dinamizem e revitalizem o comércio local actualmente em declínio Será fundamental o contributo de ideias e das propostas dos alunos de Publicidade e marketing da ESTGP no sentido da elaboração de um plano de produção e de comercialização que auxilie a concepção de produtos de qualidade. Deverão ser estabelecidos contratos individuais em função da pertinência e tipo de negócio. O município contratualiza a cedência para exploração dos quartéis cujo custos inerentes de funcionamento e uso passarão a ser da responsabilidade dos exploradores.

 

Experiência de trabalhos anteriores na área de actuação prevista:

A Autarquia visitou e analisou vários casos de sucesso, no país e no estrangeiro, onde este modelo ou análogos está implementado e testado com êxito, os quais serviram de inspiração para este projecto (parque Biológico de V.N. Gaia, ciudad Monumental de Cáceres, Chatêau de Carcassonne, Gard Frenet, etc.)

Eventos

Sem eventos

Destaque