Moinho da Cova - Centro de Cultura e Interpretação

Publicado em 11-12-2013

 

Objectivos:

O Projecto visa a reconversão do Moinho da Cova em equipamento cultural na vertente de centro de cultura, de interpretação e de dinamização turística: como Centro de Interpretação pretende retratar, através de uma exposição permanente, uma actividade económica que no passado teve uma importância vital para a Região: a moagem; na vertente de Centro de Cultura pretende promover e apoiar a criação artística local/regional através da realização de exposições temporárias e disponibilização ao visitante de um espaço de leitura e apoio informático; e, por último, como Centro dinamizador do Turismo pretende divulgar e promover turisticamente o Concelho e Região, disponibilizando ao visitante informações sobre percursos, locais de interesse, entretenimento, oferta cultural, gastronómica e comercial. O objectivo geral visa a criação de um espaço histórico, cultural e dinâmico que proporcione bem-estar a quem o frequenta e visita. Complementará ainda a oferta de estruturas já existentes no Centro de Lazer da Portagem.

 

Descrição das acções/componentes:

- Remodelação do espaço físico (interior e exterior);

- Musealização do Moinho da Cova.

 

Tipologia do Projecto:

Infra-estrutura                                Animação 

Equipamento (construção)     X          Promoção / Marketing 

Equipamento (técnico)           X         Soluções de gestão 

Conteúdos / Software          X           Estudos e Formação 

Outra

 

Resultado a atingir:

Pretende-se com esta acção a reconversão de um antigo moinho, que já foi alvo de uma intervenção de requalificação, num equipamento importante para a promoção da cultura e do turismo concelhio e regional. A Portagem assume-se como um local central do Concelho de Marvão, sendo um ponto de passagem obrigatório para quem pretenda visitar a Vila de Marvão, quer se desloque de Espanha como também de Portalegre. A não existência de um equipamento desta natureza num aglomerado que é alvo de grande afluência de visitantes (pela envolvente paisagística, oferta de restauração e também pela existência do Centro de Lazer) determinou a sua criação.

 

Entidades intervenientes e respectivo papel:

Promotor: Câmara Municipal de Marvão

Entidades Executoras/Parceiros do Projecto: Câmara Municipal de Marvão

Destinatários-alvo: População residente no Concelho; Turistas e visitantes nacionais e estrangeiros.

 

Horizonte do Projecto:

a) Início: 2009                                 b) Fim: 2010

 

Investimento total previsto: 257.699,75 Euros (Este projecto encontra-se candidatado ao POCTEP – Tejo Internacional)

 

Principais componentes de despesa:

(De acordo com a natureza do projecto e a tipologia dos investimentos a realizar)

Construções e adaptações      100.000,00 (Euros)

Equipamentos e materiais      150.000,00 (Euros)

Estudos e/ou Projectos              7.699,75 (Euros)

 

Fontes de Financiamento:

Financiamento              64.424,94 (Euros) – Comparticipação pública local

Financiamento            193.274,81 (Euros) – Comparticipação comunitária

 

Sustentabilidade futura do projecto:

Apesar de não gerar mais valias económicas directas o Centro de Cultura e Interpretação – Moinho da Cova irá contribuir para captar um maior número de turistas/visitantes, bem como a sua permanência no território, acabando por, num cômputo geral, gerar indirectamente aumento da riqueza junto da economia local (nomeadamente na restauração e no alojamento turístico). Por outro lado, a Câmara Municipal de Marvão assegurará a manutenção do edifício e disponibilizará funcionários para o seu normal funcionamento.

 

Experiência de trabalhos anteriores na área de actuação prevista:

A Câmara Municipal de Marvão, enquanto entidade pública local, tem desenvolvido a sua actividade em prol do desenvolvimento económico, turístico, social e cultural do Concelho. Tem apresentado candidaturas em vários domínios, sendo que na área de actuação prevista (turismo) o principal projecto desenvolvido até à data foi o Centro de Lazer da Portagem, que tem uma gestão partilhada entre entidades cessionárias e a Câmara Municipal.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eventos

Sem eventos

Destaque